ABCZ Jovem será presidida por Rivaldo Neto

02/05 às 19h

Mais de 500 jovens do setor rural participaram nesta terça-feira da sétima edição do Encontro Rural Jovem, evento que integra a programação da ExpoZebu 2017 e realizado no Centro de Eventos Rômulo Kardec de Camargos. O evento teve a oficialização da Comissão ABCZ Jovem, que passa a ser presidida por Rivaldo Machado Borges Neto, atual coordenador do Comitê de Liderança e Juventude da Sociedade Rural Brasileira.

O Termo de Compromisso de Nomeação de Coordenação para Comissão ABCZ Jovem foi assinado pelo presidente da ABCZ, Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, pelo diretor da ABCZ Rivaldo Machado Borges Júnior, pelo diretor executivo da SRB, João Francisco Adrien Fernandes, e pelo presidente da ABCZ Jovem. “Queremos integrar os filhos dos produtores rurais ao agronegócio para que eles tenham uma participação ativa no setor, contribuindo para o desenvolvimento do nosso país. Eles serão muito bem-vindos à ABCZ Jovem.”, diz Rivaldo Neto.

Com o tema “Carne Forte, economia no ponto”, 7º Encontro Rural Jovem teve palestras com especialistas do setor que falaram sobre o mercado da carne e sobre os benefícios do alimento para a saúde humana.

Alcides Torres, especialista de mercado da Scot Consultoria, falou sobre os reflexos da Operação Carne Fraca. Segundo ele, o mercado já se recuperou e o Brasil retomou o ritmo natural das negociações. Já o diretor de relacionamento com pecuaristas da JBS, Fábio Dias, ressaltou que a pecuária precisa trabalhar em busca da eficiência. “É preciso melhorar os processos de produção para aumentar os ganhos da cadeia produtiva. Os produtores já estão recebendo mais por carcaças de alta qualidade. E a cada ano tem elevado esse número de produtos dentro do padrão verde de qualidade.”, disse Dias. Segundo ele, a JBS tem trabalhado para melhorar a eficiência dentro do frigorífico também, conseguindo, por exemplo, lotação de 100% das carretas que levam os animais para as unidades frigoríficas. 

Já o médico cardiologista Wilson Rondó Júnior, autor do livro “Sinal verde para a carne vermelha”, finalizou a rodada de palestras falando sobre a importância da carne para a saúde humana. Segundo ele, a melhor carne a ser consumida é a de gado criado a pasto, como acontece no Brasil, pois é rica em substâncias benéficas para a saúde. “Na condição de confinamento, o gado recebe todo tipo de recurso para que se obtenha a carne no menor tempo possível, o que implica no uso de estratégias artificiais, animais estressados e fora do ambiente natural, rações também não naturais à sua alimentação, antibióticos, hormônios, estimulantes de crescimento, enfim, tudo que acaba também alterando sua flora intestinal e a nossa por consequência. Isso potencializa ainda mais o risco desfavorável, pois como você sabe, você é o que você come, o que vale para os animais também. E ao nos alimentarmos deles, comprometemos altamente a nossa saúde. Então, consuma sempre carne de animais criados a pasto.”, disse Rondó Júnior.

No final do 7º Encontro Rural Jovem houve apresentação do aplicativo móvel de comercialização de animais e equipamentos Webgados. O evento contou com apoio da Fazu, do IFTM, da Uniube e do Sindicato Rural de Uberaba.